Apenas um canto....


Que eu sinta meus pés pulsarem com a terra.
Que meus braços se ergam numa invocação.
Que sopre em minhas mãos uma suave brisa.
Que a água da chuva purifique meu corpo.
Que eu ouça o farfalhar das folhas, ainda que distantes.
Que o perfume das flores invada meu quarto.
Que o calor do fogo sopre na chama da vela.
Que o som de um sino sacramente o silêncio.
Que eu convide o Sol em minha janela todas as manhãs.
Que Ele venha.
Que eu saúde a Lua todas as noites.
Que Ela apareça por entre as nuvens.
Que eu dance em agradecimento.
Que eu cante um canto sagrado.
Que eu veja a movimentação dos pequenos.
Que eu os saúde e agradeça.
Que eu beije a ponta de uma estrela e abrace uma árvore.
Que eu olhe para o céu e deite sobre a terra como criança.
Que eu seja o que sou.
Que eu me olhe no espelho sorrindo.
Que eu morra mil Luas e renasça mil Vidas.
Que eu conheça escuridão e luz.
Que meu caminho tenha encruzilhadas.
Que eu escolha.
Que eu escolha, todos os dias, saudar os deuses.
Que eu os saúde:Dentro do círculo e fora dele.
Em meu altar.
Nas manhãs, nas tardes, noites e madrugadas.
Nos solstícios e equinócios.
Em minha cama, em minhas panelas.
Com vinho e com meu sangue.
Com caldeirão e espada.
De corpo e alma.

By Guinevere

Equívocos mais comuns associados à Bruxaria


Tentando resolver pelo menos em parte essa situação, escrevemos este texto desmistificando o que acreditamos ser os equívocos mais comuns relacionados à Bruxaria.

Bruxas e bruxos não são anti-cristãos
Nem querem acabar com o Cristianismo. Bruxos(as), acima de tudo, respeitam as demais religiões, assim como exigem o mesmo respeito pela religiosidade deles. É claro que há muitas mágoas guardadas por tudo o que foi feito na história da humanidade, mas não nos prendemos a isso, e sim a atos do presente. Queremos simplesmente viver e praticar a nossa religião. As bruxas e bruxos têm crenças que remontam aos primórdios da humanidade, muito anteriores ao Cristianismo. O Cristianismo tentou suprimir tais sistemas, mas nós não queremos fazer o mesmo (e jamais quereremos).


A Bruxaria não é um culto
Um culto é, originalmente, um grupo de pessoas que segue um líder. Como na Bruxaria não há a existência de líderes (muitas vezes, as bruxas e bruxos praticam sozinhas(os) em suas casas, sem pertencerem a um grupo), não pode ser considerada como um culto.

Bruxas e bruxos não cultuam o diabo
Buscamos reviver as crenças de um período que remonta aos primórdios da humanidade, um período muito anterior ao Cristianismo. O diabo foi uma criação do Cristianismo e não tem absolutamente nada a ver com as crenças pagãs. Obviamente atribuir as práticas das bruxas e bruxos ao diabo era conveniente, visto que as religiões cristãs recriminam qualquer ato não-cristão como um ato “do diabo”. Há cultos ao diabo por todas as partes do mundo, mas estes nada têm a ver com a Bruxaria, tratando-se apenas de pessoas que praticam uma inversão do Cristianismo. Cada um tem as suas crenças, mas felizmente esta não é a nossa. Celebramos os deuses antigos na Natureza.

Os deuses antigos não são demônios
Alguns cristãos fundamentalistas afirmam que qualquer pessoa que não pratique a forma de Cristianismo deles é satanista por definição, e incluem sob essa denominação judeus, muçulmanos, kardecistas, budistas, hinduístas, metodistas, prebisterianos, entre muitos outros. As bruxas e bruxos celebram a Natureza, só isso.

Bruxas(os) não assassinam pessoas
Diversos atos maléficos de pessoas perturbadas são atribuídos à Bruxaria. Diversas vezes, vemos no noticiário coisas como “Ritual de Bruxaria leva à morte três pessoas” ou “Bruxa em Pernambuco afirma comer carne humana”. Isso é ridículo. Essas pessoas não são, nem de perto, praticantes da Bruxaria. São doentes mentais, criminosas, e devem ser presas.

Não existem “ex-bruxas”
Cansamos de ver em programas televisivos evangélicos pessoas que se intitulam “ex-bruxas”. Em tais programas, essas pessoas contam ao pastor-apresentador como faziam “trabalhos” para acabar com a vida das pessoas. Isso não existe. O que essas pessoas faziam (isto é, se chegaram a fazer realmente alguma coisa) não tem absolutamente nada a ver com Bruxaria. A regra de ouro das(os) bruxas(os) é: “Sem prejudicar ninguém, faça o que quiser”, pois sabemos que tudo o que fizermos voltará para a gente – é a lei do eterno retorno, que é vista em tudo na Natureza. As(os) bruxas(os) sabem que, se fizerem o mal, tudo voltará para elas de forma muito maior, assim como se fizerem o bem. Por isso, é claro que ninguém vai desejar o mal de ninguém, nem querer prejudicar ninguém. Pessoas com má índole existem em todos lugares, independente de sua religião. E, se uma pessoa é assim, isso significa que ela é uma pobre coitada que um dia pagará por seu atos, e não uma pessoa que pode ser considerada bruxa.

Bruxas(os) não praticam “magia negra”
Tais termos são errôneos e causam muita confusão.

Bruxaria não é a mesma coisa que Wicca
São caminhos extremamente diferentes. Este site tem o foco na prática da Bruxaria, mas aborda textos sobre Wicca por ser um assunto relacionado, assim como trata de assuntos sobre Ocultismo, Magia Cerimonial, Teosofia, Budismo etc. O objetivo é falar sobre tudo, por curiosidade, porque conhecimento nunca é demais. Mas não devemos confundir alhos com bugalhos.

Bruxas(os) não são proselitistas
Você jamais encontrará uma bruxa ou um bruxo distribuindo folhetos sobre Bruxaria nas esquinas da sua cidade, simplesmente porque acreditamos que a religiosidade de cada pessoa é absolutamente pessoal e só ela pode saber o que é bom para ela. A Bruxaria é uma opção pessoal, como qualquer outra religião, e os interessados devem correr atrás do aprendizado, se assim desejarem de coração.

A Bruxaria não é um ato de rebeldia
Pelo menos àqueles que a praticam de modo sério. Há certamente muitos jovens (e até adultos, por que não?) que buscam um meio de escape para fugir da sociedade opressora que os cerca, e dizem-se bruxos ou buscam a Bruxaria apenas para colocarem-se contrários ao sistema. Infelizmente, esta é uma realidade, mas uma realidade que tentamos mudar através de sites como este. A Bruxaria não é um sistema de auto-ajuda e seus praticantes são pessoas sérias e idôneas, e não um bando de malucos.

Não usamos “símbolos satânicos”
O pentagrama (estrela de cinco pontas), ao contrário do que dizem, não é um símbolo satanista. Ele é um símbolo muito antigo usado até por Pitágoras; seus seguidores o usavam para simbolizar o seu respeito pela beleza matemática do universo. Em muitos lugares e épocas, ele foi utilizado como um símbolo geométrico sagrado. O fato de satanistas usarem o pentagrama não significa que eles são bruxos (da mesma forma como usam o crucifixo e não são cristãos).

Bruxas(os) não usam drogas em seus rituais
Muito pelo contrário: querendo estar cada vez mais próximas à Natureza, a maioria das(os) bruxas(os) busca uma alimentação e hábitos saudáveis, o que descarta imediatamente o uso de drogas. Além disso, realizar um ritual torna-se praticamente impossível sem a pessoa estar consciente de seus atos. Drogas: estamos fora!

Bruxas(os) não praticam orgias
Também não somos pedófilos, comedores de carne humana e outros absurdos que são ditos por aí. As(os) bruxas(os) celebram a fertilidade da Natureza e consideramos o ato de fazer amor um ato totalmente sagrado. Algumas bruxas e alguns bruxos gostam de realizar seus ritos nus porque acreditam que, desta forma, sua energia flui melhor. Porém, trata-se de uma escolha pessoal e não há abusos ou sequer malícia. Viemos nus ao mundo e o pecado foi colocado na mentalidade humana com o decorrer dos tempos. As bruxas trabalharem nuas em seus rituais não significa que elas sejam “pecadoras” ou que estejam praticando sexo; só estão nuas.

fonte: bruxaria.net


Desde os primórdios da Humanidade, o Homem temeu o poder do ar, da água, da terra e do fogo. Trovões, chuvas, vendavais, o mistério do fogo e da fertilidade da terra eram forças inexplicáveis que provinham de "deuses", de uma força além do alcance do Homem.

O Homem integrou-se à Natureza. Precisou caçar, plantar, procriar . O sol trazia calor, os ciclos da lua refletiam-se na Mulher.

Dentro das primeiras manifestações de Fé, está a Bruxaria, conhecida também como Wicca, ou Velha Religião e é fundamentada no culto à força da Natureza, nos cultos pagãos que emergiram nos campos por ocasião do plantio e das colheitas.

A Bruxaria é uma religião de amor à vida e a principal "lei" é: "Faça sua vontade, sem prejudicar ninguém".

As principais festas, os Sabbats, celebram com muito amor e alegria os ciclos da Mãe Natureza, de Morte e Renascimento, os equinócios e solstícios, a Lua, o Sol. Este ciclo é chamado de A Roda do Ano e é derivada do antigo calendário celta.

A partir disto, bruxos no mundo inteiro cultuam suas divindades tendo como base o panteão de deuses de um determinado grupo étnico. Alguns bruxos reúnem-se em grupos, que denominamos "covens", outros milhares no mundo, seguem seu caminho solitariamente.

Com os adventos religiosos ocorridos na Idade Média, a imagem do Deus foi relacionada ao Diabo como forma de dissipar as tão impregnadas crenças pagãs. Os chifres nada mais eram, para os pagãos, do que uma coroação dentro da tribo àquele homem que disfarçado com pele e chifres de animal, corresse com a manada de gamos por entre as florestas sem por eles ser consumido ou pisoteado. O vencedor deste "jogo" era a própria representação do Consorte da Deusa, símbolo de virilidade e força.

A Bruxaria ressurgiu com força principalmente com a liberação da mulher, com a valorização do feminino que permeou a virada da década de 60 para a de 70.

Hoje, mesmo vivendo em meio a grandes centros urbanos, homens e mulheres dos quatro cantos do mundo retomam os antigos arquétipos da religião pré-Cristã como ferramenta de desenvolvimento pessoal em todos os níveis, buscando aliar a sabedoria de nossos antepassados com o avanço tecnológico do mundo atual.
Princípios Básicos da Bruxaria Moderna
1.Nós praticamos ritos para nos alinharmos ao ritmo natural das forças vitais, marcadas pelas fases da Lua e aos feriados sazonais.
2.Nós reconhecemos que nossa inteligência nos dá uma responsabilidade única em relação a nosso meio-ambiente. Buscamos viver em harmonia com a Natureza, em equilíbrio ecológico, oferecendo completa satisfação à vida e à consciência, dentro de um conceito evolucionário.
3.Nós damos crédito a uma profundidade de poder muito maior que é aparente a uma pessoa normal. Por ser tão maior que ordinário, é às vezes chamado de "sobrenatural", mas nós o vemos como algo naturalmente potencial a todos.
4.Nós vemos o Poder Criativo do Universo como algo que se manifesta através da Polaridade - como masculino e feminino - e que ao mesmo tempo vive dentro de todos nós, funcionando através da interação das mesmas polaridades masculina e feminina. Não valorizamos um acima do outro, sabendo serem complementares. Valorizamos a sexualidade como prazer, como o símbolo e incorporação da Vida, e como uma das fontes de energias usadas em práticas mágickas e ritos religiosos.
5.Nós reconhecemos ambos os mundos exterior e interior, ou mundos psicológicos - às vezes conhecidos como Mundo dos Espíritos, Inconsciente Coletivo, Planos Interiores, etc. - e vemos na interação de tais dimensões a base de fenômenos paranormais e exercício mágicko. Não negligenciamos qualquer das dimensões, vendo ambas como necessárias para nossa realização.
6.Nós não reconhecemos nenhuma hierarquia autoritária, mas honramos aqueles que ensinam, respeitamos os que dividem de maior conhecimento e sabedoria, e admiramos os que corajosamente deram de si em liderança.
7.Nós vemos religião, mágicka, e sabedoria como sendo unidas na maneira em que se vê o mundo e vive nele - uma visão de mundo e filosofia de vida, que identificamos como Bruxaria ou o Caminho Wiccaniano.
8.Chamar-se "Bruxo" não faz um Bruxo - assim como a hereditariedade, ou a coleção de títulos, graus e iniciações. Um Bruxo busca controlar as forças interiores, que tornam a vida possível, de modo a viver sabiamente e bem, sem danos a outros e em harmonia com a Natureza.
9.Nós reconhecemos que é a afirmação e satisfação da vida, em uma continuação de evolução e desenvolvimento da consciência, que dá significado ao Universo que conhecemos, e a nosso papel pessoal dentro do mesmo.
10.Nossa única animosidade acerca da Cristandade, ou de qualquer outra religião ou filosofia, dá-se pelo fato de suas instituições terem clamado ser "o único verdadeiro e correto caminho", e lutado para negar liberdade a outros, e reprimido diferentes modos de prática religiosa e crenças.
11.Como Bruxos Americanos, não nos sentimos ameaçados por debates a respeito da História da Arte, das origens de vários termos, da legitimidade de vários aspectos de diferentes tradições. Somos preocupados com nosso presente e com nosso futuro.
12.Nós não aceitamos o conceito de "mal absoluto", nem adoramos qualquer entidade conhecida como "Satã" ou "o Demônio" como defido pela Tradição Cristã. Não buscamos poder através do sofrimento de outros, nem aceitamos o conceito de que benefícios pessoais só possam ser alcnaçados através da negação de outros.
13.Trabalhamos dentro da Natureza para aquilo que é positivo para nossa saúde e bem estar.

Humor Pagão


Um pouco de Humor pra rir, gente... Leiam e se identifiquem

Tipos Pagãos
É a primeira vez que você encontra tantos pagãos juntos? Bom, você precisa, digamos, perder a virgindade, ó jovem adorador-da-Natureza, e você veio ao lugar certo. No entanto, você deve saber que existem inúmeros tipos de pagãos. Nós, os veteranos, tivemos que fazer o circuito completo até ou encontrar um grupo que não nos expulsasse ou formar nossa própria panelinha... mas agora, o progresso nos trouxe muitos ''sabores'' diferentes para escolher.

 GINOCRATA FEMEOCÊNTRICA - Uma vez a mera sombra de um homem passou sobre seu Altar e ela passou três semanas purificando-o. Ela não quer saber de Varas no seu Cálice, não senhora! Seu clube da Lua Cheia não é para meninos. Pode falar por horas sobre as propriedades mágickas do sangue menstrual.Traços: machadinhos duplos ou facas curvas, do tipo bom para amputar um pênis, são seus símbolos favoritos e freqüentemente estão penduradas sobre suas partes íntimas. Se um homem chega perto, ela revira os olhos com irritação e interrompe a conversa.

NOVIÇO DE OLHOS BRILHANTES - Você acabou de ler aquele livro superlegal sobre aquela religião que tem um Deus e uma Deusa que se encontram na natureza, ao invés de, sabe, algum edifício meio assustador. Eles acham que sexo é BOM, não mau, e você quer só saber onde assinar a inscrição.Traços: pronuncia errado os nomes do Deus/Deusa, se confunde sobre que direção é a horária e qual a anti-horária no Círculo e tem um athame novinho em folha.

GRANDE VETERANO/A - Consegue se lembrar de Woodstock (o primeiro!), fala sobre a ocasião que tomou ácido com Kerry Wendell Thornley - ou, quem sabe, Robert Anton Wilson. De qualquer modo, era uma pessoa com três nomes. Ou eram três pessoas com um nome só?Traços: Longos cabelos grisalhos, escuta com muita atenção, sabe fofocas sobre pessoas que você só conhece dos livros.

FADINHA ABRAÇADORA-DE-ÁRVORES - Seu tesouro mais valioso: uma das estacas de madeira de Judi Barry. Acredita simultaneamente em amor universal por toda a humanidade E na restauração do planeta ao seu estado puro e não-corrompido. Pronta para arrancar as roupas e se esfregar nos arbustos ao menor pretexto. Pode discutir sobre esterco em detalhes. Traços: sem carne, sem perfumes, sem couro, sem plástico, sem tabaco, sem drogas, sem produtos eco-exploradores, sem cosméticos testados em animais, sem TV, sem carro, mas muito tolerante.

CERIMONIALISTA ANAL-RETENTIVO - Sua coleção de livros já chega ao teto. Está estudando Grego, Latim e Hebraico ao mesmo tempo. Faz ''Obras'' ao invés de ''rituais''. Todos os vinte volumes de seu Diário Mágicko estão escritos em Enoquiano. Traços: não vai a parte alguma sem um livro. Sempre sabe de que lado fica o Leste. Veste-se de acordo com as condições planetárias, ou com o que achar em liquidação no Wal-Mart.

NINFA PAGÂ SEXY - Ah, elas são tão boas! Toda aquela carne quente, arredondada, pró-sexo e você ainda pode ter uma conversa de verdade com elas entre um orgasmo e outro... arfar, babar...Traços: Bonitinhas. Taradas. Usam decotes proeminentes. Recitam poemas de amor para você sob a Lua Cheia. Gostam de sexo ao ar livre. Frequentemente têm problemas financeiros. Existem em menor número do que se gostaria.

BRUXA EXECUTIVA ENRUSTIDA - "Ei, Chefe, eu queria um dia de folga em 2 de fevereiro, pode ser?" Um capítulo inteiro de seu Livro das Sombras é dedicado à purificação de seu local de trabalho. Não se importa em trabalhar no Natal, especialmente se receber pela hora extra. Desistiu de ser abertamente pagã no trabalho depois de receber pregações de seu chefe crente, mas ainda se recusa a dizer "feliz Natal!" Traços: assume uma postura profissional sorridente por qualquer coisa. Olha em volta todo o tempo para ver se colegas de trabalho (ou seus espiões) estão por perto. Sem roupas que chamem a atenção, sem tatuagens explícitas.

FILHO DO KAOS - Pode enumerar dezessete bandas de rock gótico industrial sem pensar duas vezes. Acha que, se não houver manchetes alarmistas no jornal no dia seguinte a um ritual seu, a coisa é um fracasso total. Pintado na jaqueta, gravado na pele e/ou exibido como bijuteria está um emblema que parece uma mistura de logotipo empresarial e símbolo arcano: se você não souber o que aquilo significa, acha que você é um cretino. Traços: fácil de ver como um músico alternativo ou mensageiro de bicicleta, difícil de ver como professor ou pesquisador, impossível de visualizar como âncora de telejornal ou gerente de banco. Sempre veste couro preto, até dormindo.

CELEBRIDADE PAGÃ - Em convenções, fica naquele andar do hotel com chave de acesso especial. Ronda as rodas de conversa para ver se seu nome é mencionado. Chega de helicóptero especialmente para o ritual. Começa todas as sentenças com "eu". Quando perguntam como vai, entrega um boletim de imprensa. Traços: sempre tem pilhas de livros para autografar e os vende pessoalmente com um desconto bem pequeno. Sempre acompanhado de imensas amazonas guarda-costas e puxa-sacos de olhar infeliz. Parece sempre vagamente amedrontado com qualquer pessoa que não conheça.

APAVORANTE ADORADOR-DO-DEMÔNIO - Nunca seria pego sem roupas. Raramente sorri, exceto de um modo irônico e cheio de desprezo que insinua que você é um camponês ignorante que só serve para ser conquistado. Gosta secretamente de jornalistas de extrema direita e é fascinado pelos nazistas. Provavelmente jamais fez mal a uma única mosca, mas quer que você pense que ele é capaz de destruição em massa. Traços: muito vermelho e preto. Homens gostam de cavanhaques, mulheres usam muito delineador preto nos olhos. Um pentagrama invertido, no mínimo, em qualquer parte deles. Se você vir vários deles se embebedando no bar, seria prudente ir para bem longe dali.

CROWLEY REENCARNADO - Toda convenção mágicka tem sempre um deles no mínimo, junto com as variações (Gerald Gardner, Morgana LeFay, ou alguém da nobreza Atlanteana). Muitos foram abduzidos recentemente por alienígenas, e têm sonhos perturbadoramente ricos em simbolismo arcano que irão narrar a você com muitos detalhes. Traços: veja o brilho intenso do olhar, a mochila chacoalhando com todas as suas medicações psiquiátricas, e as roupas evidentemente desenhadas e feitas em outro planeta.

PAGÃO DE RAVE - Jovem e psicodélico. Dança a noite toda sem parar. Recusa-se a fazer rituais eurocêntricos e prefere divindades de climas ensolarados cheios de interessantes plantas nativas. Sabe dizer ''ayahuasca'' dez vezes bem depressa, assim como longas citações de Terence McKenna: "Vamos declarar a natureza como sendo legítima. Todas as plantas serão legais, e todos os animais também. A noção de plantas ou animais ilegais é absurda e ridícula." Traços: veste combinações de cores que doem nos olhos, a menos que você tenha tomado ecstasy. Olhos injetados, sorriso extático, não vai a parte alguma sem seu tambor ritual.

RAINHA DAS FADAS - Ele é ela? Ela é ele? Eles são um casal, ou os outros dois são um casal, ou os quatro são uma coisa só? Se a resposta a essas perguntas o perturba, melhor ficar longe. Por outro lado, se isso lhe parecer preconceituoso, você pode passar por momentos interessantes... Traços: quando você olha esta pessoa, todos os momentos de sexo que você já viveu parecem irremediavelmente banais? Congratulações! Você achou uma Fada!

EPISCOPAGÃO - Seus rituais tem roteiro, coreógrafo, diretor, orquestra com coro e duram no mínimo três horas? É um Episcopagão! Eles decoram páginas e páginas de inglês arcaico, têm mais trajes rituais que a maioria das pessoas têm meias, e consideram suas principais influências Gerald Gardner, Judy Garland e Busby Berkeley. Traços: Livro das Sombras com mais de cinco volumes. Conhecem "Carmina Burana" nota por nota. Não lhes pergunte sobre aquele bordado de pérola do século dezoito no seu chapéu ritual, a menos que disponha de muito tempo livre.

FUNDAMENTAPAGÃO - Se está num livro, é verdade. Se for um livro velho, é verdade mesmo. Se for um livro velho herdado de uma tradição oral de pessoas que não sabiam ler, então só pode ser verdade. Range os dentes se alguém no Círculo usa relógio, óculos ou outros implementos mecânicos. Acha que quem vive numa cidade, come carne ou tem um emprego regular não tem o direito de se chamar pagão. Traços: fica histérico se alguém levantar a velha polêmica "Crowley escreveu os livros de Gardner". Corrige o Gaélico/Nórdico/ Babilônico de todo mundo em volta.

DANÇA COM COELHINHOS - Usa simbolismo animal para expressar qualquer opinião ou sentimento. Sócio de carteirinha da Sociedade Protetora dos Animais. Acha que comedores de carne deveriam ser executados em praça pública. Tem muitos, muitos mascotes. Tem um espírito totem animal. Possui 927 modelos, gravuras e outras representações deste totem animal. Traços: sem contar o próprio pagão, quantos animais você pode contar quando olha para ele? Se forem mais de cinco, incluindo criaturas em tatuagens, jóias, roupas e roupas de baixo, você encontrou um adorador de bestas do campo.

SACERDOTE (ISA) POLITICAMENTE CORRETO (A) - Analisa tudo o que lê ou ouve em busca de conteúdo sexista-racista-homofóbico-imperialista-eurocêntrico sem prestar atenção ao que está realmente sendo dito. Acredita em liberdade pessoal -- todos têm o direito de serem arrogantes, dogmáticos e hipócritas, não só a Direita Cristã. Incrivelmente chato e irritantemente pretencioso ao mesmo tempo. Traços: olhinhos hiper-alertas sempre em movimento, esperando por alguém que diga ou faça algo mau. Ataques histéricos ao ser confrontado com coisas comuns como publicidade ou franquias comerciais. Senso de humor rudimentar raramente usado.

NOSSA SENHORA DAS DORES - É constantemente perseguida. Você a está perseguindo neste exato momento, você só não percebeu ainda, Virou pagã porque achou que era a religião mais perseguida de todas. Não pode desfrutar nenhum prazer porque seria egoísmo ter alguma diversão enquanto tantos sofrem. Traços: histórias de dor. Ainda menos senso de humor do que os Fundamentapagãos. Arrepia-se se alguém diz as palavras "masoquista" ou "lamurienta".

EU NÃO SOU SPOCK (AGORA) - Conhece pelo menos três arquivos sobre Cthulhu e uma quarenta piadas de Jornada nas Estrelas. Descobriu um jeito de fazer móveis com suas pilhas de brochuras de ficção científica. Pode listar noventa tipos de naves espaciais. Traços: bebe bastante. Ainda mora com os pais. Buttons, remendos, faixas e outras insígnias na roupa. Inteligentes demais.

HETERO-CASOS - Insistem que não são homofóbicos, só acreditam que o paganismo é sobre um Deus e uma Deusa e o que eles fazem juntos e o que é mais óbvio que isso? Simplesmente "não funciona" se for feito de outro modo! Temem secretamente que gays e/ou lésbicas estão muito a fim de seus frágeis e tenros corpos. Traços: moradias repletas de imagens de sátiros de genitais enormes e Deusas de imensos seios e olhos úmidos. Unhas longas e bem cuidadas e guirlandas de flores (nas mulheres-- os homens usam barbas grandes e fartas ao invés disso)

CÓDIGO NORTE - Heróicos semi-vikings, estes pagãos nórdicos se metem em atritos com organizadores de convenções e guardas florestais devido à sua predileção por correr loucamente com um enorme machado de guerra numa mão e um chifre de hidromel na outra. Dão as melhores festas, mas se você for um fracote será expressamente não-convidado. Traços: procure os caras grandões, ameaçadores, com jeito de motoqueiros, usando runas como adorno e com quilos de ãmbar pendurados nos seus pescoços.

PANTÁCULOS, LTDA. - Os pagãos também têm dinheiro, certo? Porque não comprariam meus colares da Vênus de Willendorf forjados à mão - feitos em ouro ou prata, com um genuíno cubo de zircônia nas barrigas? Que tal uma leitura de tarõ? Visa ou MasterCard? Traços: cartão comercial com pequenos pentagramas em relevo. Você jamais viu tantas jóias egípcias juntas em um só ser humano. Quase não sai do balcão de negócios e não acredita no número de vendedores de jóias presente à convenção.

PAGÃO CAMINHONEIRO - Planta sua comida, constrói sua casa, costura suas roupas, educa os filhos em casa e fermenta sua cerveja. Aguardando o mundo pós-apocalíptico profetizado pelos ambientalistas para sair feito um louco pelo país afora, adorando deuses antigos, destruindo lojas e cruzando todas as fronteiras de todos os estados. Traços: cheio de recursos, astuto, versado na Constituição. Come carne com visíveis espasmos de prazer. Sabe muito bem que as religiões antigas não têm nada a ver com cristais, a Atlãntida ou unicórnios.... você é um Pagão Caminhoneiro se o seu óleo de consagração é da Shell.

PAGÃO, UAI - Encontrado pelas estradas do interior, descalço, usando macacão jeans. Todo mundo em sua cidade é um primo seu. Sua idéia de canto no Círculo é um arrasta-pé no galpão! ''Ói, eu sei que us dôze signus ficam danados de bão no círco, mas eu só tenho dez dêdus! Comu é que ocê qué que eu vá contá inté dôze assim? Ocê me empresta dois dos seus?'', diz ele, com seu facão/athame, se chegando bem devagar...Traços: palha nas roupas e cabelo. Nem pergunte o que ele andou fazendo no palheiro para ficar desse jeito! Sua carreta é decorada com pantáculos brancos em fundo negro (ou era um capuz branco com pantáculo negro?) Sempre com gengivas pretas (os dentes caíram há muito tempo) e sempre andam com uma escarradeira para cuspir.

BRUXO NINJA - Estes pagãos vestidos de preto são divertidos, pelo menos à distãncia. Se esgueiram pelas sombras nas ruas achando que ninguém os enxerga e tentando ignorar os faróis dos carros e os olhares que os outros lançam em sua direção (claro, só por coincidência -- "eu sou o poderoso ninja invisível, ninguém pode me ver!"). Não são só engraçados quando você aponta para eles diretamente, são hilariantes! Reagem a isto fazendo todo o tipo de sons estridentes e tentando enfiar seus pés em suas bocas (era para ser na SUA boca, não era?) Traços: vestindo uma roupa ninja muito folgada e usando uma daquelas perigosas espadas de plástico que as crianças compram no supermercado no Halloween. Estrelas de lançar na forma de pentagramas e um lindo pantáculo vermelho no capuz preto, supostamente para fazer com que eles pareçam perigosos! Aiiii, que medo...

COMO SABER SE VOCÊ É UM PAGÃO YUPPIE - Sua roupa ritual é Versace ou Armani. Seu altar foi comprado em loja de antiguidades preciosas. Seu cálice é da H.Stern Joalheiros. Você acha que "invocar o espírito" é abrir uma garrafa de Don Perignon. Você simplesmente nunca pensa em usar outra água que não seja Perrier

COMO SABER SE VOCÊ É UM TECHNO PAGAN - Você chama as 4 direções por um telefone celular. Você tem que remover pingos de cera de vela do teclado do micro.Você compra seus instrumentos rituais com VISA. Você usa controle remoto como athame. Você faz download do seu Livro das Sombras. Você traça seu círculo em uma sala de chat. Seu animal familiar é um mouse. Você trabalha vestido de céu porque é complicado se vestir de acordo com o micro. Seu ritual de Yule se faz com defrag. Sua toalha de altar é o mouse pad. Seu caldeirão é um crock-pot. Seu cone de poder passa por um anti-vírus. Seu nome mágico, seu e-mail e o nome que você usa nos chats é o mesmo. Você encerra o círculo com ctrl-alt-del.

Por Kytanna


Vocês ja tiveram a sensação de estar constantemente em busca de algo que nem mesmo vocês sabem o que é? Sabe que precisa muito, mas o que é???Onde encontrar algo que não tem nome, forma ou tamanho? Não tem endereço, não se vende em loja e nem se encontra jogado pelas ruas. Não dá em vaso, não cresce nos campos e nem é alimentado.

Durante toda a minha vida procurei por algo assim, que não tinha nome, forma, cor... Era apenas algo de que precisava muito, tanto quanto o alimento, a água ou o ar que respiro. Nessa minha busca incessante por esse "algo inominável", percorri vários e longos caminhos. Muitos simples o bastante, outros, bem conturbados...

Sorri, chorei, errei, acertei, tive momentos de pura felicidade e momentos de intensa tristeza. Tive até os dois ao mesmo tempo, a maior felicidade que se pode alcançar andando de mãos dadas com uma profunda dor e tristeza. Porém, esse "algo" não vinha nunca...

Corri atrás de objetivos, de sonhos, de ideais e, cada vez que os alcançava, na esperança de encontrar esse "algo", o vazio ainda estava lá...

Tentei preenchê-lo com comida e alguns quilos a mais, mas vocês ja podem imaginar que esse "algo" me pareceu mais distante ainda... Assumi papéis pré - determinados, tomei atitudes esperadas, mas NADA me levava a esse "algo"...

Onde encontrar? Onde buscar? Qual o preço a pagar???

Depois de muito buscar e meditar, depois de muitos rituais e noites insones, acho que já sei o que procuro. Consegui nomear esse "algo" que me faz tanta falta e que me deixa um vazio que nada preenche... Esse "algo" se chama EU...

Pois é, anos de busca, de vazio, de caminhos errados, de expectativas, descobri que o que busco se encontra bem aqui: Minha ALMA...

Como consegui me abandonar por tanto tempo? Não sei.

Como libertar minha alma presa e esquecida por tantos anos? Ainda não sei muito bem o caminho, sei que ja o encontrei e ja retomei a busca novamente, mas dessa vez, no lugar correto...

Quanto tempo vai demorar? Também não sei, sei apenas que, apesar da pressa que tenho em me conhecer e me encontrar de verdade, o caminho não é fácil, e nem tão pouco simples.

Sem saber ja o venho trilhando à algum tempo e sei que andar por caminhos esquecidos e abandonados dá um certo trabalho, pois além de caminhar deveremos limpá-los, tirar as ervas daninhas que cresceram e tomaram conta.

Apesar do trabalho que terei, estou muito feliz...

Minha busca não terminou, está apenas começando, porém, agora ela tem um nome EU!!!!!!! Muito prazer!!!

bY Luciana Galli em Pan Dea

O Chamado da Deusa


O Chamado da Deusa é como a Arte é apresentada a você. Ele é diferente para cada pessoa, mas normalmente tem alguns traços comuns:
o amor pela terra e seus habitantes, o desejo de conectar-se à "Alma do mundo", o cuidado com os animais e a natureza, etc.
É uma consciência que se forma dentro de você.
Algumas pessoas sentem o Chamado como se fosse algo que as colocasse no mundo, algo que fizesse com que elas se sentissem no lugar certo.
Mas a experiência é pessoal e assim sendo, não existe uma forma rígida para acontecer.
O chamado da Deusa é uma coisa muito pessoal e pode vir a acontecer de formas diversas:
Há pessoas que sentem o chamado em sonhos,
pela simples vontade irresistível de conhecer bruxaria,
há aquelas que ouvem o chamado lendo as Brumas de Avalon ou até mesmo, jogando RPG...
O que importa não é como o chamado ocorre e sim, que ele ocorreu.
E se você ouviu a Voz da Deusa , cujo corpo é tudo que existe no Universo,
você nunca mais a deixará, porque ela sussurra em tudo o que existe...
Não há como nem onde se esconder Dela.
O chamado da Deusa algo que todo bruxo genuíno sente dentro de si um dia.
Só pode entender quem realmente o sentiu.
Quando a Deusa chama o seu filho, ele se sente impulsionado para Ela com tal força que nada pode pará-lo.
Ele irá correr para os seus braços, como quem volta ao seu lar (que é o que realmente acontece). Aquele que "ouviu" o Chamado não se desvia do seu caminho.
Infelizmente, a Bruxaria se tornou uma "moda esquisotérica embalada para consumo" no mundo todo, como já foram moda os famosos "anjinhos da guarda".
Há uma profusão de pessoas usando pentagramas no pescoço e se dizendo grandes bruxos que não faz sentido.
Esse modismo é resultado do fascínio que uma religião com poucas regras, que cultua Deuses Antigos e lida com uma magia fácil de ser realizada causa nas pessoas.
As pessoas que entram na Bruxaria por moda não ouviram realmente o Chamado.
E é por isso que não continuarão nesse Caminho, pois não é realmente o Caminho deles.
O fato de se dizer que apenas alguns ouvem esse Chamado pode parecer algo elitista, como se só alguns tivessem o direito supremo de cultuar a Deusa e Seu Consorte.
Mas as coisas não são bem assim.
Quer-se dizer com isso que a Bruxaria não é um Caminho para todos, assim como nenhuma religião é Caminho para toda a Humanidade.
Cada ser humano tem o seu próprio Caminho a seguir e deve seguí-lo.
Assim, quem ouvir o Chamado da Deusa, deve seguir um caminho regido por Ela, como a Wicca. Quem foi chamado por Jesus Cristo deve seguir o Cristianismo.
Quem foi chamado por Krishna deve seguir o Hinduísmo.
Cada pessoa só será feliz no seu caminho real.
Não adiante seguir um outro caminho, por qualquer razão que seja, como o modismo. Simplesmente não dará certo.
E é por essa razão que a bruxaria não  tenta converter ninguém.
Cada um deve ouvir o Chamado da Deusa por si mesmo.
Só a Deusa saberá o momento de chamar os seus filhos para si e aos seus filhos cabe saber sentir esse chamado.
Proselitismo é uma prática considerada abominável nas religiões pagãs em geral.



VOCÊ OUVIU O CHAMADO DA SENHORA?


Ela canta sua Canção sagrada em tudo o que existe, sussurra na brisa nas folhagens, grita nos relâmpagos, ruge nos vulcões. Ela geme em cada grito de dor, se faz ouvir no choro do recém nascido e do moribundo, na altivez do leão e nas patas da gazela. Ela chora nas queimadas da amazônia, é ferida nas guerras, se encontra na fome e na satisfação da fome. Ela é vida e é morte. É a terra com seus frutos abundantes e a Ceifeira que traz a morte e a putrefação, de onde a vida torna a brotar.

Ela canta sua canção mais bela quando a Lua enche nos céus .. é a Senhora das águas que correm, trazendo vida ao planeta... sua música é a complexa sinfonia sem fim das vastidões das galáxias e suas notas mais brilhantes são cada uma das estrelas.

Se você ouviu algum dia tudo isso, não há lugar no universo onde você possa se esconder do chamado da Deusa e nessa hora, se você simplesmente responder ao chamado e escolher o Antigo Caminho, será uma bruxa.

A COZINHA DA BRUXA



Cozinha também é lugar de bruxa. O ato de preparar alimentos funciona como uma verdadeira alquimia.
Os ingredientes utilizados são os mesmos encontrados em qualquer casa: arroz, feijão, condimentos, ervas aromáticas.
A diferença está nos detalhes e no objetivo que se deseja alcançar, ou seja, na magia da mente e dos atos.
Cozinhar em panela de barro atrai abundância financeira e saúde, a de vidro é apropriada para conquistas amorosas e a de ferro favorece os pedidos em geral e qualquer tipo de bruxaria. Nunca use colheres de alumínio, pois pode quebrar o feitiço. O importante é mentalizar o que desejamos enquanto preparamos os alimentos.
E as asas de morcego, rabo de escorpião e patas de urubu? As bruxas não queriam que os conhecimentos da Arte caíssem em mãos erradas por isso colocaram coisas tenebrosas para que as pessoas tivessem nojo ou medo e não usassem esse conhecimento para o mal.

DICIONÁRIO DE COZINHA DA BRUXA:


• Asa de Morcego: Pimenta do reino
• Coração de Boi: Tomate
• Barriga de Sapo: Pepino
· Sangue de Moça Virgem: Vinho tinto
•Rabo de Escorpião: Salsa ou coentro
•Moscas Mortas: Uvas passas
•Olho de Sapo: Azeitona
•Terra de Túmulo: Chocolate
•Elfos Negros: Chá preto
•Ossos Moídos: Farinha de trigo
•Beijo da Sereia: Sal
•Pernas de Aranha: Alecrim
•Penas de Fênix: Louro
•Saliva de Dragão: Vinagre
•Pêlos de Unicórnio: Açúcar
•Lágrimas de Moça: Cebola




O ARMÁRIO DE COZINHA DA BRUXA:

O armário de cozinha guarda uma quantidade surpreendente de ingredientes mágicos, muito temperos e ervas aromáticas que usamos para cozinhar tem associações mágicas. Aqui você encontra alguns temperos e ervas mais comuns e suas associações mágicas:

• Alecrim: Cura, amor.
• Alho: Proteção, purificação.
• Canela: Prosperidade, felicidade no ambiente doméstico.
• Casca de Limão: Diminui a negatividade, cura.
• Cebolinha: Proteção, absorção de más vibrações.
• Cravo-da-Índia: Proteção, para acabar com as fofocas.
• Endro: Segurança.
• Hortelã: Calmante, harmonizador e ajuda a dissolver a raiva.
• Louro: Fortuna, fartura e sorte.
• Manjericão: Dinheiro, sorte.
• Orégano: Traz a beleza e aumenta o poder de sedução.
• Pimenta-malagueta: Poder, sucesso.
• Salsinha: Purificação, proteção.
• Sálvia: Sabedoria.
• Tomilho: Melhora a saúde e aumenta a coragem.

BLESSED BE


A maioria dos wiccanos usa o cumprimento ritual “blessed be” com muito orgulho, assim que dá os primeiros passos nesta prática.

Com reverência e alegria, concede inúmeros “blessed be”, na felicidade de sentir-se parte de uma comunidade mágica em expansão.


Este uso indiscriminado é praticado por wiccanos recentes ou experientes, todos pensando estar distribuindo uma bênção corriqueira, um simples “abençoado(a) seja”.


Isto porque poucos sabem o significado e as implicações de tal saudação.


Originariamente, o “blessed be” é a forma contraída de um cumprimento ritual wiccano (gardneriano/alexandrino, principalmente, mas usado por todos os sub-grupos de wicca), usado com formalidade e intimidade, adaptado de uma prática celta mais antiga.
É também chamado de beijo quíntuplo (five-fold kiss).


O cumprimento é realizado entre o sacerdote e a sacerdotiza do coven, ou pelos membros do coven entre si, mas apenas entre homens e mulheres, pois é a saudação do feminio pelo masculino e vice-versa.


A sacerdotiza e o sacerdote ficam frente a frente.
O sacerdote ajoelha-se diante dela, e beija seus pés, dizendo:
-"Abençoados sejam (blessed be), teus pés, que te conduzem pelo caminho".
Depois, beija seus joelhos, dizendo:
-"Abençoados sejam teus joelhos, que se dobram diante do altar".

Depois, beija a região do útero dela, dizendo:
-"Abençoado seja teu ventre, que propaga a vida".
Depois, beija seus seios, dizendo:
-"Abençoados sejam teus seios, que nutrem a vida, formados em beleza".
Depois, beija seus lábios e diz:
-"Abençoados sejam teus lábios, que proferem os nomes sagrados".


Os dois se abraçam.


Então, a sacedotiza ajoelha-se diante dele, beijando-o nos pés, joelhos, genitais, peito e lábios, dizendo:
-"Abençoados sejam teus pés, que te conduzem pelo caminho.
Abençoados sejam teus joelhos, que se dobram diante do altar.
Abençoado seja teu falo, que a tudo fertiliza.
Abençoado seja teu peito, formado em força.
Abençoados sejam teus lábios, que proferem os nomes sagrados" (conforme beija cada local).

Os dois se abraçam.
Portanto, ao cumprimentar outra pessoa com a forma “blessed be”, concede-se ao outro exatamente um beijo quíntuplo.


Ele não deve ser oferecido a qualquer um, mas usado criteriosamente e parcimoniosamente.
É representante de confiança, intimidade e reconhecimento sagrado.


By "O livro da Bruxa"

Oração à Mãe...


Mãe nossa que estais no céu, na terra e em toda parte,
bendita seja tua beleza e que a tua abundância encha de frutos a árvore da minha vida,
torna-me forte e solidária na dor, bela e desprendida no amor.
Grande Mãe, senhora da vida e da morte,
ajuda-me para que não mais me entregue à aflição, à tristeza e à ansiedade,
nem permita que os desgostos me atormentem ou as coisas desagradáveis da vida me inquietem, afastando cada sombra da minha vida, iluminando todas as minhas estações...
Que eu saiba respeitar os caminhos de todos os seres.
Que o propósito maior guie meus passos
e que a batida do meu coração possa se unir ao toque do coração da terra
e assim possamos pulsar em um só ritmo.
Que as estrelas me guiem nas noites escuras e o sol brilhe intensamente em meu corpo.
Que a Grande Deusa que habita dentro de mim seja meu refúgio,
refresque e alegre meu espírito,
santifique cada palavra e cada ato meu, purifique meu coração,
iluminando minha consciência e meus poderes.
Que me dê o perdão, se por acaso eu falhar
e me torne capaz de perdoar os que falharem comigo e a mim mesma.
Que eu dance nua, sem medo ou vergonha de enfrentar meu próprio reflexo.
Que o teu nome e o teu poder sejam o meu nome e o meu poder,
mas ajuda-me a ser humilde...
a fim de que meu coração se torne pleno de teu amor.
Que eu possa conservar a fé, sempre, e que jamais encontre desculpas para o oportunismo!
Que eu saiba enxergar e retribuir cada gesto de amor
que encontrar nas pessoas da casa, parentes e amigos.
Que a comida servida na mesa de minha família, seja conquistada pelo meu trabalho.
E que eu possa sempre acolher em nossa mesa,
aqueles que querem partilhar conosco o alimento sagrado.
Que a minha porta se abra àqueles que habitam fora da riqueza,
da fama e do privilégio, mas que os que não andam descalços,
também encontrem o caminho que chega a minha casa.
Mãe, abençoe meu sexo, tão delicado e sensível ao toque mais suave
e ainda assim entretanto, forte o suficiente para aguentar o milagre da gestação e do parto...
meu útero, tão fértil, tão parecido com minha Deusa,
os meus seios que nutrem minhas crianças e me fazem sentir a plenitude de ser mulher..
Eu sou uma Bruxa.
E o poder da Grande Mãe, que ilumina e protege, está dentro de mim.
Assim sempre foi, assim sempre será,
e que o círculo nunca se rompa.

By Hyllanna

Sou uma Bruxa...



Sempre que abro os olhos, ao despertar, me emociono por mais um dia para viver, livre e comprometida com as coisas e as causas da Grande Mãe. Neste momento, procuro refletir a respeito dos tantos dias que nos foram tirados, por inveja, injúria e cobiça, e peço luzes e força a Deusa Mãe para o dia de hoje.

Sou uma bruxa porque, ao abrir as janelas e respirar o ar da manhã, agradeço à Deusa pelo dom da vida e celebro o Pai ar pela sua presença em mim.

Sou uma bruxa porque, ao me alimentar, celebro aquele bendito alimento e bendigo todos aqueles que contribuíram com seu trabalho para que o mesmo chegasse à minha mesa.

Sou uma bruxa porque, sempre de alguma forma renasce o amor em mim, e minha alma agradecida transmite luz.

Sou uma bruxa porque sempre me envolvo e me comprometo a serviço da justiça e da paz no mundo.

Sou uma bruxa porque estou sempre insistindo em abrir as portas do meu coração, para transmitir os ensinamentos dos antigos e facilitar o despertar da grande arte nos corações dos que me cercam.

Sou uma bruxa porque estou sempre acendendo um fósforo sem maldizer a escuridão.

Sou uma bruxa porque busco a verdade sem jamais me conformar com a mentira e o subterfúgio.

Sou uma bruxa porque sempre renuncio ao egoísmo e procuro ser generosa.

Sou uma bruxa quando sorrio para alguém, mesmo estando muito cansada, pois conheço o valor do sorriso.

Sou uma bruxa quando preparo um chá que vai curar, ou pelo menos amenizar a enxaqueca daquela vizinha chata.

Sou uma bruxa quando tomo um animal em meu colo para lhe amenizar a dor. Quando planto e colho uma erva e agradeço a Gaia por tamanha dádiva.

Sou uma bruxa quando persigo a luz de uma estrela com o olhar e o coração nas trevas que nos circundam. Quando levo a fé nos Deuses por entre linhas, apenas com minhas ações.

Sou uma bruxa quando, em rijo, sinto o rio do sangue da vida que escoa nas minhas entranhas. Quando sou fogo que estimula o coito, e água que transforma e modifica cursos.

Sou uma bruxa porque me aconchego no seio sagrado da terra, voltando ao colo sagrado. Quando abro o círculo invocando os ventos do norte, buscando no canal dos antigos o néctar do renascer.

Sou uma bruxa porque quando falo em liberdade me sinto águia. Quando falo de sabedoria me sinto coruja, e quando falo do belo me sinto arara.

Sou uma bruxa porque estou sempre atenta ao perfume, que não posso derramar no próximo sem que também me atinja, e a lei tríplice se faz em mim.

Sou uma bruxa quando vivencio o sabor do pão partilhado. Quando procuro pedir perdão e recomeçar.

Sou uma bruxa quando me recolho ao silêncio perante um julgamento preconceituoso ou injusto a meu respeito, e entrego ao tempo, o único pólo óptico da verdade imutável.

Sou bruxa quando desenvolvo em meu ser a humildade de viver e morrer como o grão de trigo, para depois frutificar searas de luz, de tenacidade e de esplendor.

Sou uma bruxa porque estou sempre ressurgindo das cinzas como Fênix. E assim, retomo a minha vivência concreta, cujo itinerário principal é a minha Deusa interior, forte, guerreira, translúcida, serena e amorosa a despertar em mim.

Por tudo isso sou uma bruxa!

By "O Livro da Bruxa", de Hyllanna


Criei este blog com a intenção de ajudar a outros, que, assim como eu, anseiam por algo que não conhecem, escutam o chamado, e mesmo sem saber como, precisam fazer algo a respeito…e também para ajudar aos que buscam uma palavra de carinho, ou mesmo uma singela ajuda espiritual para enfrentar seus problemas.

Tenho o objetivo de compartilhar com meus amigos e leitores os meus estudos,pesquisas e o que leio sobre assuntos relacionados a Grande Arte.

Eu não compartilho nada em que não acredite…coleto os textos de fontes que considero seguras e verdadeiras e repasso a vocês com os créditos para que tenham a liberdade de procurar e saber mais sobre o autor. Procuro sempre colocar os créditos abaixo das postagens, se acaso esquecer alguma, por favor, avisem-me que colocarei imediatamente.

Espero que possamos caminhar juntos,rumo à Luz e a Sabedoria!Grandes bênçãos a você, amigo visitante!

Boa Viagem!


DEIXA RECADOOOOOOOO

"O aprendiz que você é hoje antevê o mestre que você vai ser. Conhecimento só é poder quando passado para frente. A sabedoria é poder para O OUTRO. Se você é um aprendiz, mas se recusa a ser um mestre, seu aprendizado foi estéril, inútil e provavelmente irreal. Quem aprende DE VERDADE passa o conhecimento para frente."